A educação está indo03 além dos muros escolares quando o assunto é o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. As escolas além de colocar a prevenção à dengue na agenda do di
a de informações e ações internas, também mobilizam a comunidade, numa atitude de consciência coletiva de proteção à saúde pública. O exemplo parte da região do Cariri. Onde a Escola de Ensino Médio Campos Sales, lançou uma gincana com os estudantes. Dividiram em 22 turmas, e cada uma delas realizaram uma série de ações.

A próxima tarefa dos estudantes acontecerá na terça-feira, 22 de março, e será realizada através da criação de panfletos da campanha. Depois, os estudantes participarão de ofincinas com agentes de endemias do município de Campos Sales, que fornecerão informações sobre o mosquito. Já na semana seguinte, os mesmo saem às ruas para informar e mobilizar os moradores acompanhados de agentes de endemias.

A ESP-Ce também já realizou blitze educativas no cruzamento da avenida Abolição. Na nova agenda de ações, estão programados cursos de vigilância e controle do Aedes aegypti para formação de mobilizadores sociais e realização de seminários regionais e oficinas sobre material reciclado.

De forma a tornar-se consciente sobre o problema atual, segundo o último boletim epidemiológico elaborado e divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado, na última terça-feira (15), há 48 casos confirmados de microcefalia em 26 municípios cearenses. Desse total, 28 óbitos, com oito associados à zika: 2 em Fortaleza, 1 em Juazeiro do Norte, 1 em Iguatu, 1 em Russas, 1 em Canindé, 1 em Tururu, 1 em Tejuçuoca.

Tire 5 minutinhos do seu tempo e salve vidas!

Fonte: http://www.ceara.gov.br/sala-de-imprensa/noticias/16008-educacao-mobiliza-contra-o-mosquito-aedes-aegypti-dentro-e-fora-das-escolas