Homenagens a Patativa do Assaré

Patativa do Assaré nasce aos 05 de março de 1909, em propriedade rural na Serra de Santana município de Assaré ao sul do Ceará. É o segundo filho de Pedro Gonçalves da Silva e Maria Pereira da Silva. Foi casado com D. Belinha e com ela teve nove filhos. Patativa tinha por nome Antônio Gonçalves da Silva.

Poema de Patativa do Assaré

Poema de Patativa do Assaré

Filho de pequenos proprietários rurais, Patativa, inspirou músicos da velha e da nova geração e rendeu livros, biografias, estudos em universidades estrangeiras, ele ultimamente está sendo estudado na Sorbonne, na cadeira da Literatura Popular Universal, sob a regência do Professor Raymond Cantel. Também pudera. Ninguém soube tão bem cantar em verso e prosa os contrastes do sertão nordestino e a beleza de sua natureza tão rica aqui existente.

A cidade de Assaré está prestes a receber a XI PATATIVA DO ASSARÉ DE ARTE E CULTURA, que ocorrerá do dia 03 de março a 05 do mesmo mês tendo por encerramento a data de seu aniversário. Patativa se tornou a personalidade mais ilustre de sua terra.

Os festejos estarão voltados para a exaltação a poesia, principalmente na Serra de Santana, onde o poeta passou a maior parte de sua vida e local este que o inspirou a escrever grande parte de sua obra. Ainda em vida Patativa teve que lutar pela reforma de uma antiga casa da cidade para que nela fosse instalado o Memorial de Patativa do Assaré. Cerca de 600 pessoas visitam o local a cada mês. O fortalecimento da cultura popular é uma forma de demonstrar um pouco do trabalho de Patativa.

O poeta que aos 4 anos perdera um olho, nunca esmorecia e sobre o trabalho duro da enxada falava que enfrentava a fome, a miséria e a dor e que para ser o “poeta de vera é preciso ter sofrimento”.