A região do Cariri é formada por seis cidades localizada em torno da Chapada do Araripe, que concentra uma das maiores formações de fósseis do mundo.

É possível conhecer suas belezas, histórias e culturas visitando o primeiro Geopark da América Latina – um parque estadual, de mais de três mil quilômetros quadrados, em que as atrações foram formadas pela própria natureza ao longo de vários anos. Elas estão divididas em noves parques, chamados de geossítios.

fosseisNa cidade de Santana do Cariri existe o museu de paleontologia que reúne uma das maiores coleções de fósseis do mundo. Lá encontram-se até vestígios de animais marinhos, o que prova que o sertão um dia já foi mar. Porém, as réplicas de dinossauros que, comprovadamente viveram na região, são as que mais impressionam.

Esses dinossauros viveram na “Floresta Petrificada” – lugar preservado com paredões de rochas e os intrigantes troncos de árvores que viraram pedra com o passar de milhões de anos.

Já na cidade de Missão Velha fica um dos geossítios mais visitados pelos turistas e estudiosos (Cachoeira de Missão velha)  formada por rochas de 420 milhões de anos. Ela caracteriza-se por quedas d’água, com aproximadamente 12 metros de altura, formadas pelo Rio Salgado.

No Crato, localiza-se o Geossítio Batateiras. Lá pode observar a existência de uma casa feita de taipa (edificação de barro batido e madeira), com um primeiro andar, sendo a única casa do Brasil registrada neste modelo de construção. O local também possui ruínas de um engenho de cana-de-açúcar construído por volta de 1880.